Por meio de cartilha com perguntas e respostas MPT orienta o que são práticas antissindicais

Brasília-DF, segunda-feira, 17 de junho de 2024


Brasília, quinta-feira, 16 de maio de 2024 - 9:10

Por meio de cartilha com perguntas e respostas MPT orienta o que são práticas antissindicais

SAEP apoia iniciativa do Ministério Público do Trabalho, órgão que defende os direitos gerais e difusos dos trabalhadores

Em defesa da liberdade de ação sindical, em prol dos trabalhadores, o MPT (Ministério Público do Trabalho) lançou a cartilha “Atos Antissindicais. O que fazer?”, que traz orientações para identificar e coibir condutas ilegais das empresas, patrões, chefes e gerentes contra movimentos que visam defender o trabalhador.

O documento exemplifica situações como punição ou demissão de trabalhadores que tenham participado de greves ou até discriminação de filiados ao sindicato e perseguição a funcionário que seja dirigente sindical.

O SAEP recebe com otimismo a cartilha e apoia a iniciativa do MPT.

Sem o sindicato a vida seria mais precária
De fato, construir sociedade de direitos custou anos e esforço de muitos, boa parte da atuação sindical e, por isso, a cada ciclo, é importante relembrar e conscientizar a todos essa longa jornada.

Sem os sindicatos, num País injusto, desequilibrado e desigual, como o Brasil, as relações trabalhistas seriam muito piores.

Analisar o movimento sindical leva a entender o quanto a defesa dos interesses dos trabalhadores é atitude necessária até mesmo para a manutenção de fluxo na economia.

Sindicatos são estratégicos
Ao longo dos anos, a representação sindical, composta por trabalhadores, desempenha papel estratégico no debate político, pela construção de leis dignas e na mitigação de prejuízos quando em jogo suas reformulações.

Por isso mesmo é que setores econômicos mais atrasados resistem ao diálogo democrático e construtivo produzido no ambiente sindical. Os contrários, costumam ser grupos que, para priorizar os próprios interesses, erguem discursos ruidosos, no intuito de causar divisão para enfraquecer a luta sindical por direitos.

Historicamente, é a luta e união sindicais, que fortalecem as categorias profissionais diretamente, e a sociedade indiretamente, protegendo a base do sustento familiar, que é o trabalho digno em condições e com remuneração compatível.

Trata-se de cumprir o princípio da dignidade humana. Não apenas aplicar, mas aprimorar esse conceito conforme a realidade de vida em cada época.

Atos antissindicais são ilegais. Se forem comprovados, podem ser invalidados, sendo cabível a reparação dos danos. A depender do caso, é possível indenização individual ou coletiva.

Elaborada no formato perguntas e respostas, a cartilha “Atos Antissindicais. O que fazer?” do MPT traz linguagem simples, de fácil compreensão. Leia!









Últimas notícias

Notícias relacionadas



REDES SOCIAIS
Facebook Instagram

Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar em Estabelecimentos Particulares de Ensino no Distrito Federal

SCS Quadra 1, Bloco K, Edifício Denasa, Sala 1304,
Brasília-DF, CEP 71398-900 Telefone (61) 3034-8685
recp.saepdf@gmail.com